quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

Quarta-feira de Cinzas...

...Mais que o fim do Carnaval.

Segundo o Wikipedia:
"A quarta-feira de cinzas é o primeiro dia da Quaresma no calendário cristão ocidental. As cinzas que os cristãos católicos recebem neste dia é um símbolo para a reflexão sobre o dever da conversão, da mudança de vida, recordando a passageira, transitória, efêmera fragilidade da vida humana, sujeita à morte."

Efêmera fragilidade da vida humana...

Taí uma coisa que me ocorre quase diariamente hoje em dia.

Dever da conversão...
Estou sempre me convertendo. E nunca sei ao certo se a conversão é real.

Mudança de vida...

É o que espero e peço diariamente. É o que busco diariamente. É o que nunca vem.

Resumindo: estou procurando no lugar errado, me convertendo da maneira errada e incomodado diariamente com a minha efêmera fragilidade. Minha penitência fica cada vez mais clara.


Por falar em penitência, uma coisa que não entendo dessa época: se é uma época de oração e conversão, por que a maioria das pessoas só faz penitência idiota? "Vou parar de comer chocolate, parar de fumar, parar de beber etc" Eu sei... Neste caso a penitência é privação e sacrifício por uma coisa que se gosta. Mas o que essa gente aprende no final? O quanto é dependente do cigarro? Como as pessoas se aproximam mais, visto que ela não tem mais aquela fedentina de tabaco? Como só consegue se divertir numa festa se estiver bêbado? O quanto o chocolate engorda e dá espinha? O quanto ela pode economizar?

Poderíamos tentar, só pra variar, não falar mal de ninguém por 40 dias... Não falar da vida de ninguém por 40 dias. Não julgar ninguém por 40 dias. Não nos acharmos melhores que os outros por 40 dias. Mas se tratando do ser humano, não seria uma penitência difícil... Seria impossível.

Enfim...
Que começe a Quaresma.
Eu não vou me penitenciar. Pelo contrário, vou tentar mudar de atitude. O que é melhor do que sofrer em vão. Por mais do que 40 dias. Vamos ver se consigo...

9 comentários:

Fêr disse...

Clap clap clap!

Boo disse...

penitenciar? sei não...
esse lance de ajoelhar no milho pra pensar no que fez não funciona, rs,rs,rs
refletir com consciência é mais construtivo....
mas quem sou eu pra pensar nisso, pobre mortal excomungada, rs,rs,rs

Sr. Sbrubles disse...

Boa, Alan! Vou ficar 40 dias sem falar mal de você. HAHAHAHA

Paula disse...

Alan, como sempre, sua rabugentice é fantástica! Como fez a Fêr: CLAP, CLAP, CLAP!!

Doce Espera disse...

Alan, como disse no meu msn, sim, polêmico este post! Mas isso é sempre bom, Jesus sempre disse que devemos ser quentes ou frios, mas nunca mornos!!! Temos que expressar o que achamos. Ainda bem q vc faz isso...
Eu achei vc um pouco radical...acredito que o problema não esteja exatamente no sacrifício, mas sim no desperdício! Desperdício de TEMPO em fazer algum tipo de jejum ou sacrifício sem reflexão alguma e aí, concordo sim com vc, que é uma penitência idiota e me incluo nessa! Raramente faço meus jejuns aliando eles a penitência, oração, leitura da bíblia ou qq coisa que me engrandeça espiritualmente durante a quaresma e isso sim é idiotice mesmo. Mas não concordo com vc, que é uma idiotice se vc levar este jejum com o verdadeiro propósito de penitência, ou seja, rezar, ler a bíblia, conversar com Deus sobre quem vc gostaria que recebesse graças sobre este seu sacrifício, isso é sim muito válido e sinal de fé! Minha irmã fez uma vez um jejum pra que Jesus transformasse seu sacrifício em cura pra filha dela, que estava sempre com uma infecção no ouvido e ela conseguiu, ela tinha orações vinculadas ao jejum...não era como a maioria das pessoas, como vc descreveu, mas não acho que fazer isso seja idiotice, é apenas a forma como fazemos que não está certa, é uma forma VAZIA, jogada aos 7 ventos...fica parecendo que queremos mais emagrecer do que entregar nosso sofrimento a Jesus e isso realmente é muito mais fraqueza do que força.
Bjus

Fêr disse...

Di,
o que eu entendi do ponto de vista do Alan, e concordo totalmente, é que a "penitencia idiota" é a abstinencia de alguma coisa, seja ela superflua ou não, sem a consciencia do motivo real - o sacrificio de Jesus.

Alan DB disse...

Diana,
não disse que a penitência em si seja idiota... Ou que o sacrifício em si seja em vão. A fé que se tem nisso, pra mim, não se questiona (mesmo para quem não acredita). Cada um faz o que quiser da vida... Incluindo o fumar, beber, comer chocolate (não recrimino - embora a piada no texto tenha feito parecer que sim e embora parte da piada tenha seu fundo de verdade). Mas questiono sim o motivo da penitência. E mais, como você disse, sem reflexão. Posso estar errado, mas pelo que vejo, acredito que tem muita gente que faz por achar "bonito" ou pra mostrar que faz. Ou que acha que seja uma forma de redenção (fiz merda um ano inteiro, agora vou pagar penitência por isso.). E não é por aí... Quando digo que não vou me penitenciar é porque sei que a coisa vai além... Que não terei o lado reflexivo nos dias que virão e que prefiro começar mudando atitudes. (estou numa fase extremamente ruim, egoísta e rabugenta. Não é me sacrificar por 40 dias que vai me redimir ou fazer deixar de ser assim)... Enfim, não visto a máscara do santo, porque to longe disso... Mas sei que o sofrer e me sacrificar para tentar ser um pouco melhor não vai adiantar se eu mesmo não mudar (o lado da sua irmã, de fazer por alguém, é muito mais nobre. Mas não sei se é o objetivo da maioria).

Alan DB disse...

Diana não... Doce Espera. ehehe

Sr. Armando Pedreira disse...

Que bonito, cara... ;~

De coração.